07 maio 2016

Restauração

O amor passeava pela cidade, triste e desanimado. O motivo de sua tristeza se devia ao fato das pessoas cada vez mais estarem perdidas e cada vez mais se perdendo.

Senta-se em um banco numa praça qualquer e começa a lamentar:

- Olha que horror, pais sem tempo para seus filhos deixando-os jogados à marginalidade. Filhos matando os pais, matando seu próximo, matando a dignidade de pessoas trabalhadoras. Matando...
Matando... Matando... Diz o Amor com as mãos em sua face perturbada por tanto sofrimento.

- Animais abandonados, judiados e castigados sem terem culpa de vir ao mundo. E como são tratados? São maltratados, passando fome, frio, vivem assustados com tudo e com todos. Isso é justo? E se fosse com vocês? Esbraveja o Amor. - E se fossem com seus filhos? E se fossem com as pessoas que vocês dizem amar?

- Amar... Vocês sabem amar?

Nisso a Felicidade chega acompanhada da Esperança, ambas ficaram consternadas com tanto sofrimento do Amor.

- Entendo as suas lamentações meu amigo... Diz a Felicidade. - Cada vez mais sou superficial aos outros. Nesses tempos as pessoas não compreendem o que é realmente a verdadeira felicidade, se deixam levar por falsos elogios, palavras que sem perceberem, os destroem. Sou trocada por felicidades passageiras. Telefones, tablets e computadores são os mais novos amigos das crianças, adolescentes e adultos, sorrisos e risadas forçadas por semblantes sérios se espalham pela internet.

- Calma meu amigo... Diz a Esperança Abraçada com o Amor. - Nem todos são assim...
- Mas tenho medo que sejam corrompidos... Diz o Amor em meio aos prantos. - Estou sendo usado e jogado fora como lixo! 

- Já sei o que fazer! Venha meu amigo, Ele irá te curar! Diz a Esperança animada. 
- Ele? 
- Sim. Diz a Felicidade. - Deus saberá como te curar meu amigo. Nos restaurará por completo! 
- Irá curar cada ferida sua, e de quem desejar puramente ser curado. Diz a Esperança secando as Lágrimas do Amor.

- Eu desejo ser curado! Diz o Amor sorrindo.

E assim seguiram os amigos em busca da cura, da mais pura restauração Divina. Deus pegou o Amor nos braços, o acalmou, o curou e nos deu novamente. Como chance de saber amar verdadeiramente, e quando o Amor se sente cansado e desgastado a Esperança vem lhe dar forças para continuar firme em seu propósito: Nos ensinar a amar de verdade.


Nenhum comentário:

Postar um comentário